Futsal Feminino de Taboão da Serra participa de momento histórico do esporte no Brasil

Por Blog do André Morata

Foi histórico! Um momento único vivido pelo Futsal Feminino no País que, em toda sua história, jamais teve um campeonato transmitido por um canal de televisão.

A Copa das Campeãs foi criada com este intuito, de reunir as campeãs dos principais campeonatos do Brasil e divulgar o Futsal Feminino, uma vez que o futebol de campo está ganhando um espaço maior na mídia esportiva.

O grupo Globo, através do canal de esportes Sportv, resolveu abraçar a causa e transmitiu os jogos que reuniram as campeãs da Libertadores da América (Leoas da Serra), as campeãs brasileiras (Female), campeãs gaúchas (Celemaster) e as campeãs paulistas (Taboão da Serra).  Um momento único, onde Taboão da Serra foi extremamente elogiado e reconhecido por toda a nação.

O objetivo da competição foi divulgar o esporte e sem dúvidas foi alcançado. Segundo a própria Sportv divulgou a audiência foi acima do esperado. A #FutsalNoSportv ficou nos trendig topics das redes sociais. Narradores e comentaristas se diziam surpresos com a qualidade das equipes. E os telespectadores então … um elogio atrás do outro, de um esporte que até então não era tão reconhecido.

Precisamos reverenciar as quatro equipes, mas seria injusto não destacar ainda mais Taboão da Serra. Eu particularmente já conhecia a qualidade das atletas e da comissão técnica, muitos taboanenses também, pelas conquistas do time nos últimos anos, porém, dessa vez encantaram o país todo.

Primeira fase, três jogos e três vitórias incontestáveis.

1º jogo:Vitória contra o Female – SC, por 3 a 1. Um cartão de visitas perfeito, mesmo com o nervosismo da estreia e da primeira transmissão, Taboão impôs o seu jogo e mostrou logo de cara todo nosso talento.  E o que dizer da carretilha aplicada pela paraguaia Paola, deixando o narrador de boca aberta? E logo depois aplicou um drible desconcertante, que rendeu até uma postagem no instagram do canal.

2º jogo: Sem dúvidas o melhor jogo do campeonato e provavelmente dos últimos anos no Futsal.  Vitória por 3 a 2 contra o Leoas da Serra, que mais tarde seria campeão. Em um jogão de bola, saímos vencendo por 3 a 0 contra a equipe da melhor do mundo, Amandinha. Taboão da Serra mostrou toda sua raça e qualidade ao segurar o placar jogando contra uma equipe muito forte, que fazia pressão o tempo todo, jogando mais de 15 minutos com goleiro linha. Neste jogo não dá para escolher só um destaque, o time todo foi perfeito. Porém, impossível não falar da estrela da goleira Flavi. No primeiro tempo estavam falando que ela pegou tanto, que estava pegando até sinal de Wi-Fi. E na segunda etapa, depois de tanta pressão da equipe da casa, com menos de um minuto para o fim, o desespero. Um tiro livre para as anfitriãs, que poderia selar o empate. Só que Flavi, que vem se tornando especialista em tiro livre, realizou um milagre e defendeu a cobrança de forma espetacular. E não parou por aí, nos últimos segundos ainda fez uma defesa sensacional que garantiu a vitória. 
O lado triste ficou pela contusão das alas Drika e Paola. No lance da paraguia, uma cena forte, que pela transmissão dava a nítida impressão de ter ocorrido uma fratura. Graças a Deus não foi nada de mais grave, mas tirou a atleta do próximo jogo.

3º jogo: Um empate garantia Taboão na final. As adversárias agora eram a Celemaster/Uruguaiana, mas jogar com o regulamento embaixo do braço não é legal. A ideia era mostrar um grande futebol e todo o trabalho desenvolvido em nossa cidade. Resultado? Placas de 5 a 1 pra Taboão da Serra. E neste jogo, a treinadora Cris Souza teve a oportunidade de rodar o elenco e ainda apresentar as jogadoras da base, mostrando não só o que vem sendo feito na equipe principal. Quatro atletas oriundas desta categoria entraram no decorrer da partida e brilhando, passando toda nossa força na base que também foi campeã paulista em 2018. Jogaram as goleiras Ingrid e Letícia, além das alas Pietra e Tuca.

Após os três jogos o reconhecimento foi inevitável. Duas matérias exaltando o trabalho de Taboão da Serra, foram divulgadas no maior site de notícias do País, o Globo.com.
No primeiro falava das gêmeas paraguaias (que já haviam sido pautas de uma matéria do programa Esporte Fantástico, da Rede Record), agora foram capa, por conta de suas atuações (link: https://globoesporte.globo.com/futsal/noticia/com-gols-de-gemeas-paraguaias-taboao-bate-leoas-e-vai-a-final-da-copa-das-campeas.ghtml)
Outra matéria exaltou a nossa treinadora, Cris Souza, que é pioneira na função no Brasil. Vale a pena dar uma conferida no link: https://globoesporte.globo.com/futsal/noticia/pioneira-na-funcao-tecnica-do-taboao-da-serra-espera-abrir-mercado-para-mulheres.ghtml

A meta foi cumprida, até além do esperado. A divulgação foi excelente e as meninas mostraram mais uma vez, que futebol não é só coisa de homem. E lugar de mulher, realmente é onde ela quiser.

Tive a sorte de conversar com algumas atletas antes da final e para todas demonstrei todo meu orgulho e dizia que o título seria somente a cereja do bolo, já que este não era o foco. E não foram palavras da boca pra fora, era esse mesmo o grande foco do campeonato e todos os times conseguiram atingir o objetivo principal.

Mas como falar para uma atleta que o título não é importante? Não existe isso. Elas queriam o título sim, mas sabendo que seria extremamente difícil, levando em consideração os desfalques. Além da paraguaia Paola que se machucou e jogou alguns minutos da final no sacrifício, ficou em Taboão a ala Talia, que se recupera de uma lesão no joelho e a ala Drika também jogou com dores no joelho.

A grande ausência foi a ala Lorrana, recém convocada para a seleção brasileira e uma das destaques da competição, que não jogou a final por uma atitude muito nobre da comissão técnica e da própria atleta. Pensando em seu futuro, a jogadora se inscreveu para um concurso público, passou na primeira fase e a segunda caiu justamente no dia da final. Lorrana voltou de avião para chegar a tempo de realizar a prova.

Impossível não elogiar uma atitude assim! Perder uma final transmitida para o País todo não é fácil. Mas o motivo é louvável, pois a menina está pensando em seu futuro além das quatro linhas.

O título não veio, mas o reconhecimento sim. Isso é o que importa, pois fizeram história.

Parabenizo aqui todas as atletas envolvidas, quero abraçar uma a uma assim que possível, pois mais uma vez encheram a cidade de orgulho, levaram o nome de Taboão da Serra ao maior grupo de televisão do país, rendendo elogios para a população. Honraram o nome do Futsal Feminino e mostraram a importância da mulher no esporte. Me faltam palavras para descrever tudo que senti nestes dias, não consigo expressar todo o sentimento que vocês causaram. Creio que nem vocês conseguem ter ideia do que representaram neste momento. Do que conquistaram. Com o tempo, vocês irão olhar para estas datas e com o peito cheio de orgulho poderão dizer: “Eu fiz parte disso. Eu fiz história!”.

PARABÉNS Flavi, Marielle, Ingrid, Letícia, Lorrana, Luana, Natalinha, Su Reis, Susan, Paola, Lorena, Drika, Tuca, Pietra, Talia e a comissão técnica, Alexandre, Cris Souza, Piscila e Dani.

Para finalizar, deixo aqui as palavras do Secretário de Esportes de Taboão da Serra, Fábio Fernandes, que em suas redes sociais escreveu parabenizando a conquista. O trabalho da Prefeitura é fundamental para a existência deste projeto tão vitorioso, que além da equipe profissional, conta com mais de 80 meninas em suas divisões de base.

Palavras do Secretário: “Parabéns meninas! Tenho certeza que nesses últimos dias, vocês mostraram a força e o poder da mulher não só para Taboão da Serra, mas também para todo território brasileiro. Para quem não acreditava, hoje vocês chegaram ao topo do esporte nacional. Uma conquista que ficará para história. Fico muito feliz em fazer parte desse trabalho.  Um trabalho que ainda colherá muitos frutos, se Deus quiser. Estamos todos muito orgulhosos. Estamos de braços abertos, esperando o retorno de vocês… Contem comigo sempre.”.



Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook